terça-feira, 1 de maio de 2012

Crossplay

Allan Victor mais conhecido como Lanlan fazendo crossplay da personagem Jessica Rabbit.

Uma da muitas subdvisões do cosplay em especial causa um tanto de desconforto para a maioria da nossa sociedade. O crossplay incomoda muita gente preconceituosa que generaliza e banaliza nossa arte. Mas os praticantes desse categoria devem não só serem respeitados como admirados, pois enfrentam muito mais obstáculos que os restantes dos cosplayers.
Mas afinal o que é Crossplay??
Crossplay vem da junção de Crossdressing com Cosplay. Crossdressing é o ato de vestir roupas destinada ao sexo oposto ao seu, logo crossplay é se personificar de um personagem de sexo oposto.

Apesar do crossdressing existir durante a maior parte da história registrada com uma rica participação no folclore, literatura, teatro, música etc. Ele ainda é marcado pelo stigma sócio-cultural de muitos países e infelizmente nos encontramos em um deles.
E mais facil mulheres fazerem crossplay. É mais comum por várias razões que variam desde admiração pelo personagem ou traje e também pelas feições do personagens masculinos. Os bishonens , homens belos, são os mais representados pelas crossplayers feminino/masculino pela facilidade de incorporação. Mas ainda assim são estigmatizadas de homossexuais, transexuais mesmo quando não são. E se fossem, qual seria o problema afinal? 

Priscilla Baeta incorporando o personagem masculino Kaito
Priscilla Baeta mais conhecida como Pri Suicun é uma adepta do crossplay. Ela faz personagens masculinos em parceria com seu namorado. Ela também faz cosplays de personagens femininos.
O cosplayers masculinos são bem desmerecidos pela sociedade em um contexto geral. É contestada sua orientação sexual mesmo quando interpretam um personagem masculino. Imaginem então como é para um homem representar um personagem feminino.
A principio os entusiastas encaravam com muito humor essa transformação. Inspirados em series como Sailor moon, com meninas de colantes e saias colegiais curtíssimas nasceram os  "sailors bubbas". Crossplayers que parodiavam e interpretavam com proposital ironia esse esteriótipo feminino. Aqui no Brasil temos o grupo Ero Moons. Meninos de São Paulo que encaram tudo com muito bom humor. Participam de eventos, fazem parodias, teatro cosplay e até produzem pequenos videos.


Grupo de crossplay Ero Moons que satirizam as meninas de Sailor Moons
Mas é crescente o numero de homens que se empenham em ficaram mais e mais parecidos com os personagens femininos, como é o caso do cosplayer Lanlan citado logo no inicio da matéria. Alguns se esforçam tanto que conseguem reproduzir uma feminilidade que pode enganar muitos.
Acredite ou não é um homen fazendo crossplay.
A muita gente que confunde crossplay com genderplay. Genderplay vem de genderbender que é troca de sexo. No genderplay são os personagens que trocam de sexo. As famosas versões femininas de um personagem masculino ou o oposto, versão masculina de um personagem feminino.


Genderplay, uma versão feminina do personagem Iron Man.

um crossplay homem se maquiando para  incorporar a personagem com fidelidade

Para aqueles que se interesaram e querem conhecer mais ou que sabe praticar existe uma forum voltado somente para o crossplay. O crossplay.net .


Aqui vai uma galeria com inúmeros crossplays. ^^



Crossplayers Brasilerios

Pri Suicun




Ero Moons


 Lanlan 












          Camilla Felix                       Renata Mayfair  
    



Hiiro 
crossplay japonês






Demais crossplays







Links:

2 comentários:

  1. AQUELA CINTURA É DE VERDADE OMG O CARA PARECE UMA BONECA DESPROPORCIONAL .....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. xD não aquela cintura não é real. o hirro san usa e abusa de edição de imagem, mas isso é assunto para ser abordado em futuras postagens ^^

      Excluir